25 maio 2007

RAPIDINHAS DA SEMANA

.
A semana termina com temperatura caindo em vários pontos do país, inclusive aqui no DF. Segundo algumas notícias, nesta noite a mínima chegou a 10 graus por aqui, é mole?

Quero agradecer aos amigos que têm mandando mensagens com algum feedback sobre as páginas e textos que tenho colocado na internet. Os comentários e críticas ajudam muito. Sem isso a gente corre grande risco de desafinar... Nestes dias, Luiza me deu um toque muito legal sobre o outro Blog, aquele que criei há três semanas: “isso tá com visual estranho, coisa de vampiro”... Parei pra observar e concordei (já mudei o visual). Obrigado também ao Paulo Roberto, que me deu ótimo retorno sobre recursos técnicos deste Blog. Graças a outro comentário, também me dei conta de que no meu Orkut eu coloco umas brincadeiras que podem pegar mal, às vezes parecendo excesso de vaidade ou presunção de adolescente (iiiih, que mancada!)... Estou tentando corrigir, rss. Outro dia, Rosângela também me ajudou com um feedback (“essa crônica está muito raivosa, quase truculenta!”). Valeu, Rô, mas você tá me devendo outros retornos literários. Conto muito com esse tipo de ajuda. Obrigado a todos.

Depois de muito tempo, encontrei Ana Veloso na malhação. Animada e sorridente como sempre, agora com astral ainda melhor, planejando uma nova fase da vida. Forte abraço, Ana. Também gostei muito de rever José Vicente, o querido Vicentão, ex-colega de quem fui subordinado lá nos idos de 1980, no distante sudoeste de Goiás. Coincidentemente, hoje somos quase vizinhos.

Foi uma semana rica em pérolas de todos os tipos. Li e colecionei algumas.

José Simão não deixou barato. Sobre o ministro que se desligou do governo em meio à Operação Navalha, Simão disparou: “o ministro rodeau e silascou!”. Sobre Romário, Simão aconselhou: “Hei, Baixinho, agora você já tem o Gol Mil. Então pode doar o Porshe e a Ferrari pra gente, né?” E sobre o Papa, Simão revela outro milagre: Bento 16 conseguiu tirar Galvão Bueno do ar (tirou mesmo, pois no domingo a Globo interrompeu a transmissão da Fórmula 1 pra colocar a Missa do Papa)

Millor mandou bem sobre as minorias orgulhosas: “Todas as minorias se laudam, se proclamam, se defendem, se orgulham. As mulheres batendo no peito (nos seios), são feministas, os negros dizem em português claro que “Black is beautiful” e os homo se colorem e se alegram de serem chamados gays. E nós, minoria máscula em visível extinção, por que somos tão atacados por sermos machistas?”

Por falar em machistas, casualmente Leidi viu e me mostrou o regulamento de um Moto Clube (vejam o seu nome: MOTO GRUPO OS 100 COMPROMISSO). Achei tão engraçado e curioso, que anotei algumas das suas regra pra mostrar aqui:

- Não brigar, se for apanhar.
- Não dispensar mulher, para honrar sua masculinidade. Se for feia, tome um porre.
- Se você não empresta sua mulher, não deve emprestar sua moto. Mulher não precisa de oficina.
- Pague a passagem ou dê um vale transporte, mas não leve homem na garupa.
- Dividir sua paixão entre a moto a mulher (20% para sua mulher). A moto não briga, não grita com você e sempre ajuda a conseguir outras, enquanto ela só atrapalha.
- Não ande com temporal. Pare em um posto de abastecimento, de preferência os que tenham mesa, cadeira e bebida. A chuva passa mais rápido.
- Seja livre seguindo seus preceitos, lembrando que você é uma águia, portanto não deve viver como uma galinha.

(Eu, particularmente, gostei muito dessa última regra).

Parei por aqui. Desculpem por me alongar tanto. Ótimo fim de semana a todos!
.

Nenhum comentário: