05 fevereiro 2016

FOTOS AÉREAS E PLANAS NA MESMA IMAGEM


Fusão de fotos aéreas e planas e perspectivas distorcidas. 
É a experiência multidimensional do fotógrafo turco Aydin Büyüktas 
(para saber mais: http://designconceitual.com.br/2016/02/02/fotografo-turco-junta-drone-com-imagens-planas-e-inova-na-fotografia/ ).

aydin-buyuktas-flatland-warped-cityscapes-designboom-09

aydin-buyuktas-flatland-warped-cityscapes-designboom-02

aydin-buyuktas-flatland-warped-cityscapes-designboom-07


aydin-buyuktas-flatland-warped-cityscapes-designboom-010




27 outubro 2015

SENTIDOS


Há poesia numa folha seca,
Há música no zumbir da abelha,
No bater de asas de um pássaro.
Há poesia no fogão de lenha
Que aquece lembranças tão antigas...
Há música na brisa da tardinha,
E no rolar das pedras no riacho,
Como nas teclas altas do piano.
A natureza toda é sinfonia
Entre ventos, árvores, trinados,
Arrulhos de pombos,
Revoada de andorinhas
Nas manhãs de abril, tão cálidas.
Há calor na mãos que acariciam
O rosto dos amantes, como seda.
Há poesia em seus olhos quando vêem
Belezas que só a eles se revelam.
E nesta sinfonia de sentidos,
Sabores, devaneios e emoção
Está toda a beleza pra quem sabe
Que tudo ao redor tem nova cor
Quando o amor nos chega ao coração.

(escrito por Rosângela Maria Halfeld Bonicontro)


13 julho 2015

MULHER FELIZ


Se rompeu o grande amor,
Ele foi deixando dor,
Não se curve, vá à luta,
Seja pedra fria e bruta.
Faça do seu ex um réu
E suba do inferno ao céu. 
Destrua tudo que resta,
Diga que ele não presta.
Negue que ele te amou.
Cuspa o amor que ficou.
Crispe sua boca marcada
Pela chama inapagada.
Rasgue e pise no poema.
Faça do fel o seu lema.
Tranque o coração no cofre,
Esqueça que o outro sofre.
Queime todas as lembranças,
Cogite sutis vinganças.
Maldiga o longo passado,
Esculhambe esse safado.
Utilize um reles truque,
Bloqueie no Facebook.
É, ele foi o seu mal,
O sujeito é um animal.
Proíba também o email,
Devolva tudo ao correio,
Passe a ser outra pessoa
Que despreza, amaldiçoa.
E por fim, depois de tudo,
Do rancor mais carrancudo
E tanto tempo de aversão,
Devolvendo ingratidão,
Brotará do seu martírio,
No limite do delírio,
Da revolta e cicatriz,
A mulher plena e feliz.

(Escrito por Ricardo Zani)

05 fevereiro 2015

(PRE)TEXTO

(PRE)TEXTO
(Marta Helena de Freitas) 

Preciso de um pretexto.
Encontro logo um contexto,
Nele inscrevo meu co-texto
E em mim se inscreve um pré texto.
Se faço dele meu texto
É porque não lhe contesto
E faço, de cada trecho,
Pura prosa ou puro verso.
Nem me abro e nem me fecho
Ao revés ou ao reverso.
Nem me apego, mas me teço
Na trama e em seu desfecho.
(Do livro “Eroslogia: a tese do amor.”, Editora Thesaurus, Brasília, 2004, p. 55).
Conheça textos selecionados de Marta Helena. Clique aqui.


02 fevereiro 2015

A TRILHA MAIS PERIGOSA DO MUNDO


Você encarava? Centenas de pessoas percorrem esse caminho. Para fazer o quê?
Localizada na montanha Hua Shan, na China, é considerada a trilha mais perigosa do mundo. 
Conheça detalhes desse lugar e atrai as pessoas ao final dessa trilha. Clique aqui.