03 maio 2007

BIOGRAFIA DO "REI": A CENSURA ESTÁ DE VOLTA?

.
A biografia não autorizada de Roberto Carlos (Roberto Carlos em Detalhes) acaba de ser proibida pela Justiça. Produção e comercialização do livro estão definitivamente proibidas, com a decisão judicial. Desde o início dessa "briga", achei meio estranha a bronca do "rei", além de parecer um erro de marketing. Para que e por que proibir um livro que só contribui para humanizar sua imagem, sempre excessivamente pasteurizada, e torná-lo ainda mais íntimo do público? Bem, o fato é que essa proibição está provocando reações e reflexões muito oportunas. Paulo Coelho, por exemplo, teve a iniciativa de escrever sobre o assunto, em artigo publicado na Folha de S. Paulo e, depois, reproduzido pelo Observatório da Imprensa. Li e gostei da análise. Por isso, coloco aqui (abaixo) o link para o artigo.

O que é "contexto desfavorável"?

Por Paulo Coelho em 3/5/2007

Tenho uma grande admiração por Roberto Carlos – recentemente, um dos mais importantes programas da BBC Radio me perguntou a lista de cinco discos que eu levaria para uma ilha deserta, e incluí um dos seus. E, apesar dos problemas normais decorrentes de uma relação profissional, tenho um grande respeito pela editora Planeta, que publica minhas obras no Brasil e em vários países de língua espanhola.

Dito isso, é com grande tristeza que leio nos jornais que, na 20ª Vara Criminal da Barra Funda, em São Paulo, os advogados do cantor Roberto Carlos e da editora Planeta fizeram um acordo que prevê a interrupção definitiva da produção e comercialização da biografia não-autorizada Roberto Carlos em Detalhes, do jornalista e historiador Paulo Cesar Araújo. O editor diz um disparate para salvar a honra, o cantor não diz nada e o autor fica proibido de dar declarações a respeito. E estamos conversados.

Estamos conversados? Não, não estamos, e tenho autoridade para dizer isso. Tenho autoridade porque, desde que publiquei meu primeiro livro, tenho sido sistematicamente atacado.

(CLIQUE AQUI PARA LER TUDO)
.

Nenhum comentário: