25 janeiro 2006

HAMLET OU HAMNET ?

Há quem afirme que Shakespeare usou sua própria dor para escrever os destinos de um reino distante e um de seus personagens mais fortes (Hamlet). Acho muito provável, pois a vida pessoal do escritor teve lances dramáticos, talvez parecidos com os dramas por ele escritos.

Em Entrelivros, vi uma interessante matéria sobre isso. Leiam abaixo. Espero que gostem:

"O ofício de Shakespeare, durante toda a sua vida, foi sondar as paixões de seus personagens e despertar as paixões de suas platéias.

Sua habilidade nisso é quase universalmente considerada sem rival, mas as fontes íntimas dessa habilidade permanecem desconhecidas. Os estudiosos reconstruíram incansavelmente pelo menos parte das leituras ecléticas e abrangentes de Shakespeare, mas sua própria vida apaixonada - seu acesso por meio da experiência e da observação pessoais às intensas emoções que ele representa - é quase completamente misteriosa.

Nenhum exemplar de suas cartas, notas de trabalho, diários ou manuscritos (com a possível exceção de "Hand D" em Sir Thomas More) sobreviveu. Seus sonetos foram vasculhados em busca de evidências autobiográficas, mas, embora escritos na primeira pessoa, são desconcertantes, evasivos e, provavelmente por deliberação, opacos."
Clique aqui para ler a matéria toda.
.

Nenhum comentário: