05 fevereiro 2015

(PRE)TEXTO

(PRE)TEXTO
(Marta Helena de Freitas) 

Preciso de um pretexto.
Encontro logo um contexto,
Nele inscrevo meu co-texto
E em mim se inscreve um pré texto.
Se faço dele meu texto
É porque não lhe contesto
E faço, de cada trecho,
Pura prosa ou puro verso.
Nem me abro e nem me fecho
Ao revés ou ao reverso.
Nem me apego, mas me teço
Na trama e em seu desfecho.
(Do livro “Eroslogia: a tese do amor.”, Editora Thesaurus, Brasília, 2004, p. 55).
Conheça textos selecionados de Marta Helena. Clique aqui.


Nenhum comentário: