07 fevereiro 2012

UM DISCURSO, DOIS RECADOS

À primeira vista, um discurso de promessas e propostas que lembra tantos outros que nos cansamos de ler e ouvir. Mas a redação tem uma arquitetura capaz de revelar aquilo que as palavras escondem, como também nos cansamos de ver, quando comparamos o antes e o depois de tantas eleições. Leia até o final.

ANTES DA POSSE: 
nosso partido cumpre o que promete. 
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais. 
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder,faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos econômicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política. 

DEPOIS DA POSSE
Basta ler o mesmo texto, DE BAIXO PARA CIMA.


(Autor desconhecido)
Agradecimentos: Meneleu A. de Almeida.

Nenhum comentário: