12 março 2010

RAPIDINHAS DA SEMANA

Semana repleta de contribuições dos amigos. "Chefe" Valdir, de Curitiba, mandou a idéia das imagens de Paris em 360º. "Cumpadi" Odimar, de Araraquara, sugeriu o vídeo proibido da cerveja Devassa e a querida Rosângela, de Londrina, sugeriu o vídeo da Globonews, sobre a arte de Éder Santos. Do Arthur (de Brasília e também de qualquer lugar aonde o leve sua poderosa GS), da Dra. Jussara (Brasília-Rio) e do Odyr no lombo da XT ou em algum camping longínquo, também tenho recebido arquivos e idéias espetaculares para enriquecer o blog. Muito obrigado a todos.

Não bastassem caixa de pandora, "cupins", viroses e gripes ligeiras que rondam a cidade, a dengue está assustando mais do que nos últimos anos. Mas nos consolemos medindo as desgraças alheias. Logo ali em Goiânia, os casos de dengue neste ano chegam a quase dez vezes o total registrado no DF.

O maldito aedes aegypti que aí está pode nos ensinar muita coisa. Basta ter vontade de aprender. Uma delas é que a vida urbana é cada vez mais interligada e interdependente. Não é preciso morar em condomínio para sentir efeitos dos erros e estragos de uns e outros. O mosquito do quintal da esquina sobrevoa nossa varanda, o som da festa na rua tira o nosso de muita gente, o vazamento do nosso cano estraga a casa do outro, o gás sem manutenção no outro prédio é um vulcão em atividade na rua e o pitbull adorado na outra casa é a boca assassina que um dia fará vítimas na quadra... Passam-se meses, anos, décadas e nada de efetivo se faz para impedir isso. 

Esse é apenas um lado do problema. No outro, estão círculos políticos que deixam tudo correr solto para agir somente quando se instala a revolta popular. Aí, contaminados pelo clima de comoção pública, legislam com radicalismo e aprovam leis extremas, que irão produzir novos problemas na outra ponta do novelo. E assim vamos caminhando, num doloroso zigue-zague entre um extremo e outro.

Nenhum comentário: