28 agosto 2009

RAPIDINHAS DA SEMANA

Pessoal, o Blog está ficando com um leque de assuntos e recursos muito amplo. Por isso, logo será preciso ajustar o foco. Mas acho que esse ajuste deve ser feito em sintonia com as preferências de quem freqüenta estas páginas. Assim, é importante ouvir os visitantes. Adicionei aí (acima) a janela com uma pergunta e várias opções de resposta. Gostaria de contar com a ajuda de vocês. A participação é completamente anônima, mas quem tiver algo a comentar ou sugerir além das opções apresentadas pode escrever usando o endereço de e-mail indicado no perfil (veja no final da coluna à esquerda). A enquete aceita várias respostas, ou seja, uma opções não invalida outra. Desde já, muito obrigado aos que responderem.
.
Também adicionei mais uma opção de rádio (por ora, batizo como Rádio Pop), que segue em caráter experimental. Essa rádio é uma alternativa para os que gostam de afugentar a monotonia com o ritmo agitado das pistas de dança, com moderno som eletrônico. Estou selecionando músicas com bastante critério, para colocar ali somente o melhor do music dance. Esse canal utiliza uma página de fundo, onde fica a barra com o botão play. A vantagem de usar uma segunda página é que o visitante pode acionar a música sem fechar a página principal do Blog. Talvez eu faça o mesmo com outros canais de música.
.
Dois aniversários em destaque nesta semana. Neuci, de São Bernardo do Campo (SP), que foi colega de trabalho em tempos distantes, mas sempre presentes na lembrança. A outra aniversariante está em Lorena (SP) e anda sumida. Tatiana, parabéns, um forte abraço com muita saudade.
.
Nesta sexta, o chope do happy hour nos espera na Baco. Seja no endereço da Asa Norte ou Asa Sul, o chope ali consegue até mais elogios que a excelente pizza. E olhe que a pizza foi mais uma vez eleita a melhor de Brasília, pelo júri da Veja (Guia de Brasília).
.
Para encerrar, as boas-vindas ao Arnaldo Jabor. Quem pensava que ele tivesse trocado a cadeira de comentarista pela de cineasta, enganou-se. Deve haver quem festejasse essa possibilidade... Mas ele ficou com as duas. Num de seus últimos comentários na TV, foi na mosca mais uma vez. Aponta a orgia da imoralidade na política e não encontra a resposta da elite pensante, que parece calada ou cega ou ausente ou débil. Onde estão as lideranças intelectuais que ajudaram a repor ordem e dignidade nos anos 90? Cadê os caras-pintadas, com seu vigor e sua união? Jabor e toda a população decente e lúcida perguntam: o que está havendo? Sei não, mas vai aqui um palpite pessoal: se há setores pensantes em silêncio por questão de “laços ideológicos”, é bom lembrar que a realidade mudou. Se em outros tempos a voz de elites artísticas e intelectuais vibrava a favor ou contra a esquerda ou a direita, hoje a história é outra. Nem direita nem esquerda, mas sim o pior que pode haver em qualquer lado, em qualquer nível: farra interminável. Farra de alguns com o dinheiro de todos. Farra com o dinheiro público, com o interesse público e com as instituições públicas. Tão grande, oficializada e escandalosa que não se tem muita escolha. Ou acabamos com a farra ou dela nos faremos cúmplices perante a história! Clique aqui para ver Arnaldo Jabor.

Nenhum comentário: