01 fevereiro 2007

CENAS CURIOSAS NOS BASTIDORES DA LITERATURA BRASILEIRA

.
Falemos um pouco de curiosidades do mundo literário. “Rua do Ouvidor 110” é um prato cheio para quem gosta dos bastidores da literatura. O livro, que está sendo lançado, relata a história da editora e livraria onde se reuniam os maiores nomes da literatura brasileira das décadas de 30 e 40.

Naquele período, a editora José Olympio conseguiu manter sob o seu selo nomes como Manuel Bandeira, José Lins do Rego, Rachel de Queiroz, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda – o primeiro time da literatura brasileira!

O livro revela até episódios engraçados da era de ouro da editora e livraria, na Rua do Ouvidor, no Rio, endereço freqüentado por muitos dos escritores da casa e, também, por iniciantes das letras, que se arriscavam a pedir aos mestres que opinassem sobre seus textos.


Conta a história que, certa vez, um jovem autor mostrou seu trabalho ao sisudo e calado Graciliano Ramos, pedindo sua opinião. Graciliano leu e não gostou. Achou tão ruim que rasgou em pedacinhos a “obra”, na presença do jovem autor (que era Joel Silveira, hoje jornalista).

Outra curiosidade mostrada pelo livro é o relacionamento pouco amistoso entre Sérgio Buarque de Holanda e Carlos Drummond de Andrade. Por quê? Pasmem: Sérgio tinha uma namorada que era funcionária de Drummond no Ministério da Educação. Um dia, a moça se queixou ao namorado de que estava sendo assediada pelo chefe. Sérgio foi tirar satisfação com Drummond e ambos acabaram se atracando... Dá pra imaginar aquelas duas figuras saindo no tapa por causa de uma mulher?!

.

Nenhum comentário: